COMO FAZER O PLANEJAMENTO FINANCEIRO DA EMPRESA PARA 2020?


É fato: para que a sua empresa – seja ela de qualquer tamanho – tenha condições de ser bem sucedida e aproveitar as oportunidades de crescimento, é fundamental que você planeje bem suas finanças.

O planejamento financeiro tem o objetivo de projetar as receitas e despesas da empresa e acompanhar a situação econômica do negócio para que seja possível escolher quando, como e para onde direcionar os recursos disponíveis. É a base para mostrar em que pé está a empresa e quais caminhos ela pode seguir.

Sem o planejamento, além de perder oportunidades de investimentos, o empreendedor movimentaria o dinheiro da empresa às cegas e teria que lidar com imprevistos a todo momento e reagir com atitudes que não seriam as mais adequadas. Por isso, por mais que pareça complicado, é importante acompanhar as contas do seu negócio. Afinal, essa tarefa é tão importante quanto garantir as vendas. É como se essas duas atividades fossem as pernas da empresa. Ela precisa das duas funcionando para caminhar bem.

Para você se organizar bem, separamos, a seguir, quatro dicas – uma para cada semana de dezembro antes das festas de fim de ano. Vamos lá?

Semana 1: separe a vida pessoal das finanças da empresa

Segundo os consultores, muitos empreendedores misturam as finanças pessoais com as da empresa, e isso é comum especialmente entre pequenos empresários. Se este for o seu caso, então o primeiro passo está aqui.

Faça o levantamento de todos os gastos, tanto pessoais quanto da empresa, e direcione cada um para o lugar certo (se você já tiver feito seu planejamento financeiro pessoal, portanto, isso será bem mais simples). Considere ter uma conta bancária separada para o seu CNPJ, com outro cartão de crédito, inclusive. Dependendo do seu caso, a conta poderá nem ter mensalidade (veja aqui como reduzir seus gastos bancários), mas, se tiver, é um pagamento que vale a pena. Feita a separação, estabeleça valor e data da sua retirada mensal conforme as suas necessidades e as possibilidades da empresa no momento e pronto: agora você já pode cuidar das finanças da empresa sem misturar as contas.

Dica: nos negócios em fase inicial, é possível que seja mais difícil fazer essa divisão. Porém, vale a pena insistir, em nome da organização. Se você precisa usar seu veículo particular para atividades da empresa, por exemplo, basta calcular a distância percorrida e o tempo de uso com cada atividade para poder dividir. Aproveite e pague também com o cartão apropriado, sempre que possível (gasolina, por exemplo). Quando não for possível (digamos, na revisão do carro), registre e faça o reembolso proporcional.